Angelim, 40 anos do ídolo ~ Bora Leão
Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Angelim, 40 anos do ídolo

Postado por Luca Laprovitera às 09:20:00 quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Vou tentar ao máximo não chorar enquanto escrevo isso. Angelim é de longe o maior ídolo que eu tenho dentro do futebol e na vida. Comecei a acompanha-lo ainda no Icasa, o vi no Juazeiro e lembro da raiva quando foi pro Ceará, pensava que "era ele que faltava".

Fiquei feliz quando chegou no Fortaleza em 2001, eu pensei "esse vai fazer história", e como fez, para a maior torcida do estado e para a maior do país. Ronaldo, te admirei, vibrei e acompanhei por toda a sua carreira. Lembro de gritar "Esse cara é foda" quando você marcou aqueles dois gols no Clássico-Rei. A cada jogo me surpreendia e anestesiava sua entrega, raça, desempenho. Chorei quando você que já era meu maior ídolo, marcou contra o Avaí o gol do acesso em 2004.

Não importa o que disse a mídia, o melhor zagueiro do país em 2005 foi você, Lugano e Gamarra não chegaram aos seus pés. Fiquei triste e feliz com você ter ido pro Flamengo, mas te defendi nos momentos difíceis para uma massa corneteira. Mas você cresceu, foi aprovado e conseguiu a aprovação de tantos, inclusive do Fenômeno, mas nunca esqueceu da gente.

Chorei com você no SporTv naquele dia, o Fortaleza não merecia, não mereceu no outro ano e não merece até hoje o que aconteceu. Por outro lado, vibrei por você aquele gol do título Brasileiro, ídolo, você merecia, por tudo que você é, representa e lutou.

Você voltou e quase fui à loucura em te ver novamente com o manto tricolor. Uma contusão encurtou sua passagem, você aposentou, chorou ao lado da mãe de todos os tricolores, a Toinha, mas fez o certo, acabou em casa, na frente de nós que te idolatramos e amamos, no fim, você ainda nos demonstra o carinho, seu time amador em Juazeiro leva nossas cores, não podíamos pedir mais, a não ser que Riquelme e Ronald, seus filhos virem jogadores e representem e tenham a sua gana, meu ídolo!

Não sei bem como falar, me faltam palavras para te descrever, mas apenas uma delas, poderosa consegue alcançar algo, obrigado, ídolo, você me fez amar mais o Fortaleza, você me fez amar mais o futebol. Os nossos mais sinceros parabéns, e que por muitas décadas possamos te homenagear nesse 26 de Novembro.


Por Luca Laprovitera