Tiago Marques, campeão brasileiro e tricolor ~ Bora Leão
Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

segunda-feira, 14 de março de 2016

Tiago Marques, campeão brasileiro e tricolor

Postado por Luca Laprovitera às 18:42:00 segunda-feira, 14 de março de 2016
(Foto: Arquivo Pessoal)
Aos 35 anos de idade, Tiago Marques é um dos principais nomes do Jiu-jitsu cearense. Atleta do Fortaleza a quase 15 anos, seja por patrocínio ou amor, já são 20 anos em cima dos tatames. Atualmente ele tem academia própria com treinos corujões de segunda à sexta na Rua Ana Neri, 1990, no Rodolfo Teófilo. Integrante da equipe MG Team, que leva o nome dos mestres do atleta, Marcos Aurélio e Gigueto, já tendo sido campeão de 11 títulos estaduais, 8 regionais, 2 títulos internacionais, 1 Campeonato Brasileiro e outras diversas conquistas menores. Tiago nos falou sobre a vida dos atletas do Ceará, seus anos de treinamento nos Estados Unidos e seus projetos para 2016.

BL: Você é/foi atleta do Fortaleza, explica melhor como essa situação entre você e o clube.
TM: Na realidade eu sou atleta oficial pelo Fortaleza tem uns três anos, mas já luto pelo Fortaleza, representando por amor mesmo já a bastante tempo, desde a faixa azul, cerca de 15 anos atrás. 

BL: Quais são suas dificuldades como atleta? Você quer disputar o Brasileiro em São Paulo?
TM: Estou com dificuldade por o campeonato está em cima, falta menos de 2 meses e estou precisando de passagem, e hospedagem. O restante a gente até consegue através de alguns patrocinadores que eu já tenho, mas se alguém quiser chegar junto, uma passagem e uma hospedagem iriam ajudar muito a representar o Fortaleza.

BL: Você acha que o Fortaleza estando na Série C atrapalha esse apoio a você?
TM: Eu acho que sim, querendo ou não tem uma visibilidade melhor, entra mais uma verba para o próprio clube, mas também acho que dentro da minha realidade, independente da divisão, daria tranquilo para o clube chegar junto e dar um apoio, afinal não é muito, o custo não é muito caro. Se você ver, esse Campeonato Brasileiro seria um custo em torno de R$ 2.000,00, que eu acredito que dentro do Fortaleza mesmo a gente consiga, basta alguma boa vontade.

BL: Hoje em Fortaleza, contando com jogadores de futebol, nós não temos nem 500 atletas em ritmo profissional, apenas treinando, muito deles tem que trabalhar a parte para manterem atuando, incluindo você. Como você vê essa realidade do esporte no Brasil? 
TM: É uma dificuldade tremenda. Até mesmo atletas olímpicos estão passando por dificuldade, também com a crise no país deu uma piorada. Infelizmente não tenho como, não posso me dar esse luxo de viver só de treinar, e gostaria muito de ser somente atleta, apesar de que eu também gosto de dar aula e aprendo muito com meus alunos e também treino com eles, mas é uma dificuldade que também parte da visão de que o povo brasileiro ainda não assimilou bem o que o esporte é um investimento, para um retorno barato. Eu vejo que um dia vai dar uma melhorada, mas eu enxergo uma situação mais complicada aqui pelo Nordeste, inclusive aqui em Fortaleza.

BL: Entre 2007 e 2008 você morou fora, treinou com American Top Team na Flórida e no Tennessee, estados americanos. Quais são as diferenças do tratamento com o esporte lá nos Estados Unidos e aqui no Brasil?
TM: Aí é uma questão bem diferente, que a gente pode dizer que é uma outra realidade, um país de primeiro mundo que valoriza o esporte e principalmente a luta. Eu estive na American Top Team que para mim foi uma realidade de que eu saí de um local onde a gente não tem um apoio e sem estrutura, e chega lá vê tudo de alto nível e vê realmente um apoio, valorização e respeito aos atletas que o povo americano tinha, principalmente com os brasileiros. O Jiu-jitsu que está crescendo no mundo todo e lá nos Estados Unidos nem se fala, é bem diferente e complicado, chega a ser até chato você falar sobre isso, porque você vê que o americano dá mais valor aos brasileiros do Jiu-jitsu do que os próprios brasileiros. 

BL: Conta para gente teus planos para 2016.
TM: Meus planos seria lutar todos os finais de semana e todos os campeonato que estão rolando pelo mundo todo, mas infelizmente a minha realidade não me favorece para isso. Então estou me focando no Campeonato Brasileiro em Barueri-SP entre os dias 27 de Abril e 1º de Maio. Eu já disputei cinco vezes representando o Fortaleza e em todas elas levei a bandeira até o pódio, e espero representar mais uma vez esse ano para levar a sexta medalha. No dia 14 de Maio tem o Miami Spring International Open. Tem o Mundial em Las Vegas entre os dia 25 e 27 de Agosto, e o que mais eu puder disputar.

BL: Manda um recado para a torcida, para o clube, para possíveis investidores para que o Tiago Marques precisa para competir.
TM: Só posso dizer para vocês que eu sempre estarei representando o Fortaleza, onde eu estiver. Tem uma história que eu sempre digo: 'não basta ser tricolor, tem que ser de aço' - então eu gostaria muito de continuar fazendo isso oficialmente pelo meu clube, de ter um apoio dele, mas independente de qualquer coisa, vou estar lá, honrando a bandeira, levando o Fortaleza aonde eu estiver. Agradeço a torcida de todos, são muitos tricolores que eu sempre consigo encontrar no estádio me dando força, sou torcedor de arquibancada, tenho uma torcida toda tricolor. Então gostaria de pedir para todo mundo, quem for um empresário ou quiser dar uma força também, queira chegar junto para divulgar a marca eu estou disposto também aí a negócios, bater um papo com vocês.

BL: Aonde é que a gente pode achar o Tiago Marques?
TM: Estou dando aula na Academia Stimulus, na rua Júlio Siqueira, 555, no Dionísio Torres, próximo a Avenida Pontes Vieira, estou lá todos os dias pela tarde e a noite. Depois dou um treino corujão de 10 horas da noite na minha academia mesmo que fica na rua Ana Neri, 1990, no Rodolfo Teófilo, próximo a Avenida Jovita Feitosa. Meu telefone para contato é 98771-3633, pode me procurar também nas redes sociais, como no Facebook (clique aqui ou aqui) ou no Instagram (clique aqui). 

Por Luca Laprovitera e Marcos Matheus
Twitter: @luca laprovitera   
Google+: +Luca Laprovitera 
Facebook: https://www.facebook.com/lucalaprovitera/