Com derrota para o Moto, Fortaleza chega a três partidas sem vitória; Teria Bonamigo perdido o elenco? ~ Bora Leão
Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

sábado, 8 de julho de 2017

(Foto: Reinaldo Jorge)
Diante do Moto Club, no Maranhão, o Fortaleza voltou a jogar mal e foi derrotado pelo placar de 1 a 0. Pior: amargou sua terceira partida sem vitória e ainda vê sua estadia no G-4 cada vez mais ameaçada, podendo terminar a rodada como 4º colocado.

Mas o que explica a queda repentina de rendimento? O melhor ataque da competição, com doze gols em nove jogos, balançou a rede apenas uma vez nos últimos três confrontos. As disputas de bola perderam aquela energia que era possível sentir de longe. A equipe que parecia estar no encaixe perfeito, passou a sofrer mudanças abruptas em sua formação. Entre outros.

Começando pela saída de Adenilson do time titular. É fato que o "antigo" camisa 10 caiu de rendimento após seus primeiros jogos e precisava ligar seu sinal de alerta. Porém, nos últimos dois jogos, o meia sequer é escolhido para o segundo tempo - mesmo quando seu sucessor não rende. Quem ficou com a vaga foi Pedro Carmona, que ainda não demonstrou o que se espera. Logo, ainda não se nota uma justificativa plausível sobre a mudança de um pelo outro.

Outro exemplo próximo, mas que se tornou explícito na derrota de hoje (8), foi a ausência de Jô. Tido como décimo segundo jogador, o atacante costuma render boas participações sempre que solicitado. Porém, no Maranhão, sua presença também não ocorreu. Na vaga que costuma ser sua, Paulo Bonamigo optou por Gabriel Pereira que, apesar de ainda ser um dos primeiros minimamente aceitos pelo torcedor (em meio aos que chegaram no início da temporada), não correspondeu à altura.

Juntando isso, mais as frequentes substituições que desagradam o torcedor, é possível cogitar que a insatisfação vai além da arquibancada. Ainda mais com a queda alarmante (lê-se repentina) de rendimento. Sabe-se que o elenco Tricolor precisa de reforços, mas quando Bonamigo parecia ter o elenco nas mãos, a situação se inverteu. A equipe embalada das primeiras seis rodadas fechou o primeiro turno como a pior representação do Fortaleza nos últimos cinco anos e semelhante a de 2013. Entenda:

Jogos
2017 - (1º turno - 3 derrotas)

2016 - 20 jogos e 4 derrotas (1º turno - 2 derrotas)

2015 - 20 jogos e 3 derrotas (1º turno - 1 derrota)
2014 - 20 jogos e 1 derrota (1º turno - invicto)
2013 - 20 jogos e 6 derrotas (1º turno - 4 derrotas)
2012 - 20 jogos e 2 derrotas (1º turno - 1 derrota)

Pontuação no 1º turno
2012 - 19 pontos (9 jogos)
2013 - 16 pontos (10 jogos)
2014 - 18 pontos (9 jogos)
2015 - 20 pontos (9 jogos)
2016 - 17 pontos (9 jogos)
2017 - 14 pontos (9 jogos)                        

Aproveitamento
2012 - 70%
2013 - 53%
2014 - 66%
2015 - 74%
2016 - 62%
2017 - 51%

O prazo para inscrever atletas na Série C está se esgotando. Restam apenas seis dias para o Fortaleza estar com todo seu plantel devidamente regularizado, com nomes no BID. Seis também é o número de jogadores que ainda podem ser incluídos nesse elenco. Será essa a única saída? Aguardemos.