De algoz a herói! ~ Bora Leão
Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

De algoz a herói!

Postado por Unknown às 13:53:00 sexta-feira, 29 de setembro de 2017
Zago marcou seu nome na história do Fortaleza. (Foto: Arthur Salgado/Fortaleza)

Como todos sabem, o Fortaleza passou oito anos na Série C. Nesse período, 16 técnicos passaram pelo clube, o que dá uma média de dois profissionais por ano. Na atual temporada, após três treinadores que não tiveram um bom desempenho, Antônio Carlos Zago chegou para ser o quarto comandante, e com o status de já ter eliminado o Leão do Pici, no ano passado.

Isso nos faz lembrar o histórico recente do Fortaleza de apostar em alguns treinadores que eliminaram o clube na Série C, mas que aqui não tiveram sucesso em recolocar o clube na segunda divisão nacional.

O primeiro deles foi Luís Carlos Martins, que chegou ao Pici em 2013, após ter eliminado o Fortaleza de Vica, na Série C de 2012, com o Oeste de Itápolis, levando inclusive, o clube paulista ao título da terceira divisão no mesmo ano. Pelo Tricolor, o treinador que era conhecido como “O Rei do Acesso”, não obteve sucesso e acabou sendo eliminado ainda na primeira fase depois de um empate por dois a dois contra o Sampaio Corrêa.

Curiosamente, quem comandava o Sampaio Corrêa na época era Flávio Araújo. Em 2016, Flávio reencontrava o Fortaleza, mas dessa vez como comandante tricolor. Após acessos por clubes nordestinos como América-RN, Sampaio Corrêa e River-PI, o treinador chegava com o status de “Rei do Acesso” - coincidentemente o mesmo apelido de Luís Carlos Martins -, mas acabou tendo um mal desempenho no início da Copa do Nordeste e foi demitido ainda durante o estadual.

Por último temos Antônio Carlos Zago que foi vilão em duas ocasiões: rebaixou o Tricolor em 2009, e impediu o nosso acesso em 2016. Zago acabou ficando marcado por uma forte declaração logo após o Juventude, seu então clube, ter eliminado o Fortaleza no mata-mata do ano passado. Confira a declaração a partir dos 30 segundos!

Quando seu nome foi anunciado logo gerou uma forte empatia dentro da torcida - muito por conta de sua declaração - e Zago chegou ao Pici rodeado de esperança por ser um treinador moderno e em ascensão no futebol brasileiro. Nos três primeiros jogos o time oscilou entre boas e más atuações, mas na hora de decidir o time teve personalidade e cresceu de produção, diferentemente de anos anteriores. Com o acesso, Zago marcou seu nome na história do clube e no ano do centenário poderá recolocar o Fortaleza na elite do futebol nacional.



Confira mais no vídeo abaixo:


João Vitor Paiva
Instagram: jvpaiva77