Tricolores no Mundial de Clubes ~ Bora Leão
Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Tricolores no Mundial de Clubes

Postado por Luca Laprovitera às 13:31:00 quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Começa logo mais às 14 horas, a 14ª edição do Mundial de Clubes organizado pela FIFA. A sede desse ano é o Emirados Árabes Unidos e o jogo de abertura será entre o Auckland City da Nova Zelândia, campeão da OFC (Oceania) e o Al-Jazira, campeão nacional do país sede. 

Além dessas equipes, o Urawa Red Diamonds do Japão campeão da AFC (Ásia), o Pachuca do México campeão da CONCACAF (Américas Central, do Norte e Caribe) e o Wydad Casablanca do Marrocos campeão da CAF (África) entram nas quartas-de-final. Nas semifinais entram o espanhol Real Madrid campeão da UEFA Champions League (Europa) e o brasileiro Grêmio campeão da Copa Libertadores, time do cearense e atleta da base do Fortaleza, Everton Cebola. 

Para o torcedor do Tricolor o que tem a ver? Além de ser sempre legal falar e ver futebol, junto com a escassez de pautas nessa época do ano (hehehe), resolvemos trazer uma lista de jogadores que passaram pelo Fortaleza e jogaram o Mundial de Clubes. Tem nome que o torcedor talvez nem lembre, vamos lá?

-Bosco, Flávio Kretzer e Richarlyson (2005)

Começamos com três campeões mundiais. Os goleiros Bosco e Flávio Kretzer, e o volante Richarlyson conquistaram a taça em 2005 com o São Paulo. Apesar que nenhum dos três entrou em campo, estavam no elenco do tri-mundial são-paulino junto com o atual técnico do Leão, o ex-goleiro Rogério Ceni que marcou um gol na semifinal contra o Al Ittihad da Arábia Saudita e foi eleito o melhor campo contra o Liverpool na final. 

Bosco fez história no Leão, jogou 60 partidas entre 2004 e 2005, foi campeão cearense em 2005 e conquistou o acesso à Série A no ano anterior, saiu do Fortaleza no fim da temporada para conquistar justamente o Mundial com a camisa 22. Flávio Kretzer era o terceiro goleiro e camisa 23, chegou no Fortaleza em 2013. entrou em campo 7 vezes entre Campeonato Cearense e Série C. Já Richarlyson atuou no Tricolor de Aço em 2003, o camisa 20 do título da equipe paulista, fez 16 jogos e marcou 1 gol com o Fortaleza na época, jogando a Série  A do Brasileiro.

-Marcelo Boeck e Zé Carlos (2006)

Vamos começar 2006 com outro campeão do mundo. Atual goleiro do Leão, Marcelo Boeck era o terceiro goleiro da maior conquista da história do Internacional-RS. Camisa 22 na conquista, tinha a idade de sua camisa. Hoje ídolo do Fortaleza, Boeck atuou em 44 partidas nessa temporada, conquistando a Taça dos Campeões Cearenses e o acesso à Série B.

O outro teve rápida passagem pelo Pici, atuou o Mundial pelo Jeonbuk Hyundai da Coréia do Sul. Na época camisa 15 e conhecido apenas como Zé Carlo, o centroavante Zé Carlos, ou Zé do Gol, passou em branco na estreia contra o América do México perdida por 1x0 nas quartas-de-final. Porém, na decisão de 5º lugar marcou o último gol da sua equipe, batendo pênalti aos 28 minutos do 2º tempo e fazendo 3x0 sobre o Auckland City, da Nova Zelândia.

-Adriano Pimenta (2008), Vladimir (2011) e Rosinei (2013)

Adriano Pimenta teve rápida passagem pelo Fortaleza em 2011. Foram apenas 10 partidas entre Campeonato Cearense e Copa do Brasil, marcando dois gols. Três anos antes jogou o Mundial de Clubes pelo modesto Waitakere United da Nova Zelândia. Camisa 29, Pimenta entrou aos 30 minutos do 2º tempo na única partida da equipe no Mundial, a derrota por 1x0 para o Adelaide United da Austrália nos playoffs para as quartas-de-final.

O goleiro Vladimir sequer atuou pelo Fortaleza, foi emprestado pelo Santos em 2009, ficando no clube durante a Série B. Dois anos depois era o terceiro goleiro, reserva de Rafael Cabral e do imediato Aranha no alvinegro praiano. Camisa 23, Vladimir viu seu time passar tranquilamente do Kashima Reysol na semifinal e acompanhou o massacre do Barcelona na grande final.

Rosinei jogou no Fortaleza em 2016, indicado pelo então treinador Marquinhos Santos. No Leão foram 8 jogos entre Copa do Brasil e Série C, e 1 gol. Em 2013 foi ao Mundial pelo Atlético Mineiro e com a camisa 88 ficou no banco nas duas partidas do Galo Mineiro contra o Raja Casablanca do Marrocos na semifinal e do Guangzhou Evergrande da China na decisão do 3º lugar.

-Derley (2010)

Recém-contratado pelo Fortaleza, o volante Derley foi ao Mundial de 2010 quando havia acabado de subir ao profissional do Internacional-RS. Camisa 12, Derley não entrou em campo nas partidas contra o Mazembe do Congo na semifinal e nem contra o Seongnam da Coréia do Sul na decisão do 3º lugar, mas pelo menos tem essa foto legal sorrindo atrás da bola antes de conhecer o goleiro Kidiaba e a sua dancinha exótica em comemoração de gols. 

-Bônus: Éverton (2017)

Mesmo sem jamais ter jogado no profissional do Fortaleza, o atacante Éverton do Grêmio é cria da casa. Foi entre 2009 e 2012 atleta das categorias de base do Leão do Pici. Em 2014 já era profissional do Tricolor gaúcho onde já atuou em 150 partidas, marcando 26 gols e sendo campeão da Copa do Brasil 2016 e da Copa Libertadores da América 2017. Será o primeiro atleta que passou pelas bases do Fortaleza a jogar um Mundial de Clubes da FIFA.

Por Luca Laprovitera
Facebook
Twitter
Instagram
Youtube