5 ex-jogadores do Leão que foram para a Copa do Mundo ~ Bora Leão
Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

quarta-feira, 7 de março de 2018

5 ex-jogadores do Leão que foram para a Copa do Mundo

Postado por Luca Laprovitera às 15:54:00 quarta-feira, 7 de março de 2018

Faltam menos de 100 dias para começar a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Quatro anos depois do nosso país e nossa cidade terem recebido o evento esportivo mais emocionante do mundo, um novo ciclo se passou e a partir do dia 18 de junho, todos os olhos estarão no país do Vitas. 

O Bora Leão não vai ficar fora dessa por nada e vamos postar conteúdo relevante ao Mundial, com curiosidades, guias e muita informação para o torcedor tricolor acompanhar sabendo de tudo. Nem todos os assuntos serão relacionados ao Fortaleza, mas volta ou outra faremos sim, então não se preocupe, nosso foco ainda é o Tricolor de Aço, mas por alguns meses, volta ou outra, vamos comentar sobre uma coisa a mais. 

Para começar, separamos cinco ex-atletas da nossa história que foram para a Copa do Mundo, e na lista tem campeão mundial. Confere aí:

ADO

O goleiro Ado foi revelado em 1984 pelo Londrina, ficou no clube paranaense até o fim de 1968 quando assinou com o Corinthians. No alvinegro paulista foram 205 jogos, cinco temporadas e a convocação para a Copa do Mundo de 1970. Reserva imediato de Felix, Ado foi o camisa 12 e atuou cinco jogos pela Seleção naquele ano, porém nenhum na Copa, onde fez parte do elenco tricampeão do mundo com Rivellino, Pelé, Tostão, Jairzinho e cia. Depois de jogar por América-RJ, Atlético-MG, Portuguesa-SP e Santos-SP, chegou no Fortaleza, em 1979, mas não ficou muito tempo. Ainda jogou por Velo Clube-SP, Ferroviário-CE e Bragantino-SP, onde aposentou em 1982.

BALDOCCHI 

Outro tricampeão no México, em 1970, foi o zagueiro Baldochi. Forte e bastante vigoroso, Baldochi começou no Batatais em 1964, passou as duas temporadas seguintes no Botafogo de Ribeirão Preto, até chegar ao Palmeiras no ano seguinte onde foi campeão de três Campeonatos Brasileiros. Foram 3 jogos pela Seleção, todos em 1970, o suficiente para ser reserva de Piazza e Brito no Mundial. Deixou o Verdão em 1971, indo para o rival Corinthians onde atuou até o início de 1976. Depois de um ano parado com problemas físicos, chegou ao Fortaleza em 1977, mas não teve sorte no Tricolor de Aço e com apenas 29 anos, parou a carreira com uma fratura no pé.

MARINHO CHAGAS
Marinho Chagas contra o Zaire. (Imagem: Getty Images)
Revelado pelo modesto Riachuelo de Natal, em 1967, passou pelo ABC-RN e Náutico-PE até chegar no Botafogo em 1972. Em pouco tempo começou a se destacar e virou titular da Seleção Brasileira no ano seguinte e sendo convocado para a Copa do Mundo de 1974. Foi titular da lateral-esquerda em todas as sete partidas que deram a 4ª posição ao Brasil no mundial. Sua última convocação foi em 1977, jogando 36 partidas e marcando 4 gols pelo escrete brasileiro. Rodou por Fluminense-RJ, New York Cosmos-EUA, Fort Laudardale Strikers-EUA, São Paulo e Bangu-RJ, até chegar no Fortaleza no fim de 1984. Ficou alguns meses no Tricolor, o suficiente para com seu jeito ofensivo conquistar o carinho dos torcedores da época. Saiu para voltar a sua terra natal, indo para o América-RN, encerrou a carreira em 1988, depois de passar pelo Los Angeles Heat-EUA e pelo Harlekin Augsburg-ALE. 

JOSIMAR

Lateral-direito da Copa do Mundo de 1986, Josimar foi responsável por um dos gols mais célebres da história das Copas contra a Irlanda do Norte (Veja o gol aqui). Revelado pelo Botafogo em 1982, começou o mundial como reserva de Édson Boaro, mas ganhou a vaga no terceiro jogo da Fase de Grupos justamente contra a Irlanda do Norte, após uma lesão de Édson. Marcou gol na partida e voltou a marcar contra a Polônia nas Oitavas, atuando também contra a França, fazendo 2 gols em 3 partidas na Copa, atuando até 1989, 16 vezes pelo Brasil. Nesse mesmo ano saiu para o Sevilla-ESP onde começou a decair, retornando no mesmo ano para o Flamengo, passando por Inter-RS, Novo Hamburgo-RS e Bangu-RJ, até chegar no Fortaleza em 1991. Pouco fez no Tricolor de Aço e no ano seguinte foi para o Jorge Wilstermann da Bolívia, passou ainda por Fast Club-AM e pelo Mineros da Venezuela, onde aposentou em 1996.

AIRTON

Pera lá, esse cara é árbitro? Isso mesmo, o juiz Airton Vieira de Moraes, foi o representante brasileiro no arbitragem da Copa do Mundo de 1970, no México. Apitou Itália 0x0 Israel, pela 3ª rodada da Fase de Grupos, mas e pelo Fortaleza? Airton antes de virar árbitro, em 1953, foi jogador de futebol. Cearense, natural de Fortaleza, atuou pelo aspirantes do Maguary até chegar no Fortaleza em 1946. Lateral-esquerdo, foi bi-campeão cearense em 1946 e 1947, e foi titular na campanha do título nordestino em 1946. Deixou o Leão no fim da década para fazer testes no Fluminense-RJ, acabou abandonando o tricolor carioca e passou por América, Bonsucesso, Madureira e Olaria, todos do Rio, até deixar a vida de jogador em 1952. Airton é até hoje o único cearense a atuar em uma Copa do Mundo. 

Por Luca Laprovitera