Streaming é o futuro ~ Bora Leão
Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

domingo, 2 de setembro de 2018

Streaming é o futuro

Postado por Luca Laprovitera às 23:38:00 domingo, 2 de setembro de 2018

O Fortaleza Esporte Clube com a TV Leão (seu canal oficial no Youtube) atingiu a 12ª posição entre clubes de futebol do continente americano com mais visualizações na plataforma no mês de agosto. Foi o 10º lugar entre brasileiros e o 1º entre clubes do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. 

Feito expressivo e comemorável claro. Para um canal que no início de 2017 sequer tinha 8 mil assinantes e hoje goza de 50 mil, uma equipe bem definida com editor e produtor, além de conteúdo 100% original, a expectativa é apenas de crescimento. 

Porém, o Fortaleza se comparado aos canais de Youtube europeus sequer figuraria no TOP 40. O Palmeiras, líder das Américas com mais de 6 milhões de views ficaria apenas em 9º lugar, tendo em seu canal um acervo gigante de conteúdo produzido pela FAM e por uma equipe sua própria. Isso evidencia que o brasileiro ainda não está acostumado com o streaming. 

Quando falamos de streaming no Brasil, lembramos logo do Netflix, plataforma de filmes, séries e conteúdo audiovisual mais conhecida do planeta. Outras menores como a Amazon, Crackle, Net Movies e Hbo Go especializadas em Audiovisual estão no nosso mercado, mas em número bem menor, além da expectativa do Disney Play, que pertencerá a magnata das animações em 2019. 

No Brasil, a GloboPlay que leva o conteúdo dos canais Globo e de suas emissoras da TV fechada (Multishow, Sportv, Premiere) mostra bom conteúdo e variedade, mas é pouco difundido e boa parte de seus assinantes são oriundos das TV's a cabo. 

A Fox lançou o Fox Premium e por lá colocou o Campeonato Espanhol. A decisão deixou os fãs da La Liga furiosos pela ferramenta não ser bem difundida, pelo pouco conteúdo e pela divulgação frágil. 

Quem se destaca nisso é o EI Plus, da Esporte Interativo que saiu da TV a cabo por conta da venda da Turner para a AT&T. Para quem acompanhava o EI, já era acostumado com a ferramenta que deve crescer com a transição do canal para o virtual. Para facilitar a mudança, as principais partidas serão mantidas na grade da TV a cabo em canais de entretenimento (Space e TNT), enquanto o Facebook transmitirá outros jogos e o EI Plus terá todos na íntegra. 

No estado do Ceará, a FCF TV já existe a alguns anos cobrindo vários jogos de base, 2ª e 3ª divisão, tendo mostrado inclusive partidas da Série D do Brasileiro, Brasileirão Feminino, sendo um projeto pioneiro no país, hoje repetido por várias outras federações como a Paulista, a Goiana e Mato-Grossense. 

A final do Cearense Sub-20 2018 inclusive teve um fator inédito. Foi a primeira vez que a FCF TV fez uma transmissão em conjunto com um canal de clube, retransmitindo a partida dentro da TV Leão. 

O brasileiro precisa se acostumar ao streaming. Claro que não conseguiremos ter diversas plataformas, mas o investimento é válido e necessário. Parcerias e divulgação são o futuro para isso. Ao invés de lutarmos contra e ficarmos a mercê das emissoras (que nem sempre terão a condição de pagar o necessário para as transmissões), a ferramente virtual cresce e vira tendência mundial. 

O futebol cearense tem um bom produto em mãos e duas massa que podem ajudar à desenvolvê-lo. A Liga Italiana que está fora da nossa TV fechada (apenas na italiana RAI) chega por aqui com streaming. O basquete americano tem o poderoso NBA Pass que é um exemplo para qualquer streaming esportivo.

Temos que seguir a tendência, fortalecer nossas marcas e investir no potencial e alcance dos clubes locais em 2019. Streaming não é fase, não é modismo ou investimento secundário, ele é o futuro, e investir desde já é estar na frente dos demais.

Por Luca Laprovitera