As boas certezas em meio ao lamento ~ Bora Leão
Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

As boas certezas em meio ao lamento

Postado por Paulo Rodrigo às 20:43:00 sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020
Foto: Leonardo Moreira

A eliminação na Copa Sul-Americana frente ao Independiente-ARG ontem, 27, numa Arena Castelão agitada por mais de 52 mil vozes, foi e continuará indigesta por algum tempo. Mas se dá pra tirar algo bom de situações ruins, o torcedor do Fortaleza têm possibilidades de sobra. Afinal, nem o Tricolor mais otimista sonhava – antes da primeira partida – no equilíbrio técnico dos dois confrontos e, sendo mais ousado, na superioridade Leonina em boa parte dos 180 minutos. E mais…

Quem lembra dos reforços?

Antes do início do torneio, o anseio da massa Tricolor era por reforços: “Precisamos de um zagueiro”, “Cadê o meia?”, “... E o centroavante?”. Pedido natural, tendo em vista a movimentação do mercado cearense à época. Sem pressa, o presidente Marcelo Paz teve bom jogo de cintura para efetivar a contratação de peças pontuais – atualmente seis – e só. Nada de “empolgação”, apenas profissionalismo.

Em meio a incerteza, veio a prova de fogo. A base do grupo de 2019 foi testada e aprovada, diante de um tal clube argentino que é nada menos que o maior vencedor da Taça Libertadores da América; outras duas vezes campeão sulamericano. A verdade é que o Fortaleza já possui um plantel e não precisa de outro. Dois ou três reforços mais? Talvez. Mas nada que se compare às reformulações dos anos anteriores.

Moral elevada

Em diversos torneios, o que se espera de um “estreante” é uma participação meramente festiva. Com o Fortaleza, não era diferente. O torcedor sonha; o clube projeta; mas se não der, está tudo bem. O adeus à Sula, competitivo da forma que foi, ofereceu um motivo a mais para a instituição e seus jogadores seguirem brigando por conquistas maiores. A graça do futebol é essa: quebrar fronteiras e conquistar espaço; é descobrir o novo, pois da próxima vez “dá sim!”.

O ano só começou

Aos mais abatidos pela negativa da última noite, vale a lembrança: o Fortaleza precisa seguir valente nas quatro competições restantes na temporada. De 100%, ainda lhe resta 80%. Logo, a sinergia clube-torcida deve e precisa permanecer viva para maratonas de jogos; pontos corridos e eliminatórias; vitórias e derrotas. Nem todo ponto é final. Só indica o início de outra parte da história.